November 29, 2019 / 4:26 PM / 13 days ago

Wall St cai após lei dos EUA sobre Hong Kong reacender temores comerciais

(Reuters) - As ações norte-americanas recuavam nesta sexta-feira, devido à volta das tensões comerciais depois que a China alertou que iria retaliar da decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump de assinar uma lei apoiando manifestantes em Hong Kong.

As contramedidas da China podem incluir banir os redatores da legislação da China continental, Hong Kong e Macau, disse o editor do tabloide Global Times, apoiado pelo Estado chinês, em no Tweeter.

Às 13:23 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,32%, a 28.073 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,21721%, a 3.147 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,2%, a 8.688 pontos.

O impasse derrubava os principais índices de Wall Street de máximas recordes. Eles haviam atingido máximas históricas em todas as sessões até agora nesta semana, por conta de dados domésticos favoráveis e esperanças sobre a “fase um” iminente de um acordo comercial.

“É definitivamente uma preocupação que a assinatura do projeto de lei de Hong Kong seja vista como um impedimento para um acordo”, disse Rick Meckler, sócio da Cherry Lane Investments.

Os volumes de negociação eram leves, pois o mercado de ações fecha cedo nesta sexta-feira por conta do feriado do Dia de Ação de Graças, celebrado na quinta-feira.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below