for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Wall St fecha em alta com sólidos dados de emprego e esperanças comerciais

NOVA YORK (Reuters) - Os mercados de ações dos Estados Unidos terminaram com sólidas altas nesta sexta-feira, com um forte relatório de empregos e otimismo sobre as negociações comerciais entre EUA e China a poucos dias de um prazo final importante ajudando a estimular o apetite por risco dos investidores.

Operadores trabalham na Bolsa de Nova York, EUA 05/12/2019 REUTERS/Lucas Jackson

Todos os três principais índices de ações dos EUA ganharam terreno, ficando a cerca de 1% de recordes históricos batidos na semana passada.

Mas, ao fim de uma semana tumultuada, com notícias comerciais contraditórias e dados econômicos mistos, apenas o S&P 500 acumulou valorização no período. Dow e Nasdaq tiveram queda no agregado da semana.

A economia dos EUA adicionou 266 mil novos postos de trabalho em novembro, maior aumento em dez meses, segundo o Departamento do Trabalho. Os números superaram as estimativas dos analistas. A taxa de desemprego caiu para 3,5%.

“Esse tipo de relatório mostra a força econômica subjacente”, disse Tim Ghriskey, estrategista-chefe de investimentos da Inverness Counsel, em Nova York.

Em relação à questão comercial, o assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse que, embora o dia 15 de dezembro permaneça como a data em que a próxima rodada de tarifas sobre produtos chineses entrará em vigor, “a realidade são negociações construtivas, negociações quase diárias, estamos de fato perto”.

“Você tem dois negociadores muito duros e muitas questões difíceis a serem acertadas”, acrescentou Ghriskey. “Mas, com base no que estamos ouvindo de fontes sérias, certamente parece que vamos ver algum tipo de acordo comercial.”

O índice Dow Jones subiu 1,22%, para 28.015,06 pontos. O S&P 500 ganhou 0,91%, para 3.145,91 pontos. E o Nasdaq Composto avançou 1%, para 8.656,53 pontos.

Dos 11 principais setores do S&P 500, apenas o de serviços públicos fechou em queda.

Os índices para os setores de energia, financeiro e industrial --este sensível ao tema comercial-- tiveram as maiores altas percentuais.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up