December 19, 2019 / 1:52 PM / in 5 months

Pedidos semanais de auxílio-desemprego nos EUA caem em relação a máxima de mais de 2 anos

Pessoas à procura de trabalho em feirão de empregos em Sandy, Utah (EUA) 26/03/2019 REUTERS/George Frey

WASHINGTON (Reuters) - O número de norte-americanos que apresentaram pedidos de auxílio-desemprego caiu em relação à máxima em mais de dois anos da semana passada, apontando para a força sustentada do mercado de trabalho dos Estados Unidos.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego diminuíram em 18 mil, para 234 mil em dado ajustado sazonalmente na semana encerrada em 14 de dezembro, informou o Departamento do Trabalho dos EUA nesta quinta-feira.

Embora a queda não tenha compensado o salto de 49 mil na semana anterior, ela provavelmente não indica uma mudança material nas condições do mercado de trabalho, pois os dados de solicitações tendem a ser voláteis no período seguinte ao feriado do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos.

Economistas consultados pela Reuters previam que as reivindicações cairiam para 225 mil na última semana. Eles esperam que os pedidos continuem elevados em relação à baixa leitura de outubro, dada a volatilidade dos dados com a chegada da temporada de festas e do final do ano.

Por Lucia Mutikani

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below