December 19, 2019 / 2:52 PM / a month ago

Conselho da CPFL aprova deslistagem de ADSs na bolsa de Nova York

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O conselho de administração da CPFL Energia, da chinesa State Grid, aprovou a deslistagem de ADSs na bolsa de Nova York, informou a companhia em fato relevante ao mercado na véspera.

A CPFL manterá o registro de suas ações ordinárias na bolsa paulista B3 e a empresa permanecerá sujeita às obrigações de divulgação aplicáveis nos termos da legislação e regulação brasileiras.

“A CPFL enviou uma notificação por escrito ao Citibank, na qualidade de depositário de suas ADSs, sobre a rescisão do Contrato de Depósito. A data esperada de rescisão do Contrato de Depósito é 27 de janeiro de 2020”, disse a empresa.

A elétrica explicou que emitiu pela primeira vez ADSs e as listou em Nova York em setembro de 2004, “principalmente, para promover a negociação de suas ações ordinárias e aumentar a visibilidade da marca da companhia nos EUA”.

No entanto, a CPFL entende que o racional econômico para manter a listagem em Nova York diminuiu, em parte porque houve aumentos no volume negociado de ações brasileiras na B3 por investidores estrangeiros, devido à internacionalização do mercado financeiro e de capitais brasileiro, além do estreitamento da distância entre os padrões de divulgação do Brasil e dos EUA com relação a reportes financeiros.

Além disso, a empresa ressaltou uma tendência decrescente nos últimos anos no volume de negociação das ADSs da Companhia da bolsa de Nova York.

Por Marta Nogueira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below