December 23, 2019 / 3:39 PM / a month ago

Ibovespa oscila sem viés único a poucos dias de acabar 2019; B3 recua 6%

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa operava sem direção definida nesta segunda-feira, tendo já renovado máxima histórica intradia, em meio a um viés positivo em praças acionárias externas, enquanto as ações da B3 eram destaque negativo após divulgar resultado de arbitragem que abre espaço para a entrada de concorrente.

Pessoas passam pela frente da fachada do prédio da B3, em São Paulo. 3/4/2019. REUTERS/Amanda Perobelli

Às 12:33, o Ibovespa caía 0,12 %, a 114.981,13 pontos. O volume financeiro somava 4,7 bilhões de reais.

No exterior, o norte-americano S&P 500 também renovava recordes, após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter afirmado que um acordo comercial inicial com a China será assinado “muito em breve”.

A equipe da Elite Investimentos destacou em nota a clientes que, com a semana mais curta em razão do Natal e a proximidade do fim de 2019, a trajetória dos mercados internacionais tende a refletir o alívio com as recentes notícias do acordo comercial parcial entre China e EUA.

Na bolsa paulista, eles também citam que os feriados do final do ano reduzem a liquidez dos negócios, com o mercado brasileiro ainda refletindo melhora na perspectiva para a economia do país.

DESTAQUES

- B3 caía 6%, após a conclusão de negociação de preço e demais condições para a prestação de serviços de transferência de valores mobiliários (serviços de CSD) com a Americas Trading Group (ATG) para acesso a sua central depositária.

- LOJAS AMERICANAS PN avançava 0,34%, após anúncio na sexta-feira de que, junto com a controlada B2W, obtiveram êxito no Supremo Tribunal Federal (STF) em ações referentes à inconstitucionalidade da inclusão ICMS na base de cálculo do PIS/Cofins. O impacto financeiro total é estimado em 1,35 bilhão de reais. B2W subia 0,14%

- JBS ON subia 0,8%, tendo no radar que a China vai reduzir no próximo ano tarifas sobre produtos que incluem carne suína congelada, além de anúncios da empresa na sexta-feira de aquisição de ativos de margarina da Bunge no Brasil e nesta segunda-feira de conclusão da compra do Frigorífico Marba pela controlada Seara.

- GRUPO NATURA ON valorizava-se 2,3%, tendo de pano de fundo perspectivas favoráveis para o consumo no país diante de sinais de melhora da economia, além de expectativas positivas conforme se aproxima a conclusão da compra da Avon, prevista para o começo de janeiro de 2020.

- CSN ON avançava 4,1% e USIMINAS PNA subia 1%, enquanto GERDAU PN evoluía 0,16%. O presidente Jair Bolsonaro disse na sexta-feira que o presidente dos EUA, Donald Trump, lhe disse que decidiu não sobretaxar o aço e o alumínio do Brasil.

- VALE ON tinha queda de 0,44%, seguindo suas pares na Europa.

- PETROBRAS PN perdia 0,3%, em meio à fraqueza dos preços do petróleo no exterior, mas PETROBRAS ON subia 0,25%.

- BRADESCO PN ganhava 0,3%, enquanto ITAÚ UNIBANCO PN tinha elevação de 0,16%.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below