for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Petrobras diz que conselheira Clarissa Lins renunciou ao cargo

REUTERS/Sergio Moraes

SÃO PAULO (Reuters) - A Petrobras PETR4.SA informou que Clarissa Lins renunciou ao cargo no conselho de administração da companhia, bem como a posições em comitês do colegiado dos quais fazia parte, segundo comunicado nesta quinta-feira.

A renúncia ocorreu a pedido da executiva “por motivos profissionais que a impedem, neste momento, de continuar a desempenhar tais funções”, acrescentou a empresa.

Sócia-fundadora da consultoria Catavento, especializada em estratégia e sustentabilidade, Clarissa Lins atuava como conselheira da Petrobras desde maio de 2018. Ela também já havia atuado anteriormente na companhia como gerente executiva de Estratégia Corporativa e assessora da presidência (1999/2002).

A renúncia ao cargo na Petrobras vem após Clarissa ter sido eleita no final de outubro como nova presidente do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), associação que representa empresas do setor de petróleo, gás e biocombustíveis.

O IBP tem entre os associados companhias que incluem a própria Petrobras e outras gigantes do setor, como Shell, Chevron, BP, Total e Exxon.

Por Luciano Costa

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up