January 6, 2020 / 2:57 PM / 12 days ago

Bolsonaro diz que reforma administrativa deve ser encaminhada em fevereiro

09/12/2019 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) - O governo deve encaminhar a reforma administrativa ao Congresso Nacional em fevereiro, afirmou nesta segunda-feira o presidente Jair Bolsonaro.

Para ele, há dificuldades na apresentação de uma proposta que possa alterar a estabilidade de novos funcionários públicos diante da potencial repercussão negativa, ainda que não tenha descartado totalmente a possibilidade.

“Acho que em fevereiro a gente encaminha”, disse o presidente a jornalistas ao deixar o Palácio da Alvorada.

“Se fala muito em não ter uma estabilidade para quem incorporar o serviço público a partir de agora. A gente não pode apresentar um projeto nesse sentido porque muita gente vai dizer que está quebrando a estabilidade de 12 milhões de servidores. A gente não quer esse impacto negativo na sociedade, e que seria mais uma fake news, uma mentira”, argumentou.

Questionado, o presidente afirmou que o projeto não altera a estabilidade dos funcionários públicos já efetivos.

“Quem está aí não mexe em nada, zero”, disse. “Dos novos pode alterar.”

Bolsonaro disse ainda que passada a reforma administrativa o foco estará na reforma tributária e relatou ter pedido um estudo à Receita por considerar que o imposto de importação precisa ser reduzido.

Também afirmou manter conversas frequentes com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Reportagem de Maria Carolina Marcello

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below