January 9, 2020 / 1:11 PM / a month ago

Noruega vê rápido crescimento da produção de petróleo após mínima de 30 anos

Campo de petróleo no Mar do Norte 7/1/2020 Carina Johansen/NTB Scanpix/via REUTERS

STAVANGER, Noruega (Reuters) - A produção de petróleo da Noruega aumentará 43% de 2019 a 2024, à medida que novos campos entrarem em operação e as instalações de produção mais antigas forem atualizadas, mostraram previsões da Direção Norueguesa de Petróleo (NPD, na sigla em inglês), nesta quinta-feira.

Os números mostram um renascimento da produção norueguesa de petróleo, que no ano passado caiu para o nível mais baixo desde 1989, quando os campos mais antigos esgotaram gradualmente suas reservas.

Até 2023, a produção combinada de petróleo e gás deve chegar perto do nível recorde registrado em 2004, disse a agência, embora o gás tenha uma participação maior do que antes.

“Desta vez, o petróleo será responsável por cerca da metade do total”, disse Ingrid Soelvberg, chefe da NPD, em entrevista coletiva.

Prevê-se agora que a produção de petróleo dos campos marítimos do país atinja 2,02 milhões de barris por dia em 2024, ante uma mínima de 30 anos de 1,41 milhão no ano passado, à medida que os principais campos de petróleo Sverdrup e Castberg entram em operação gradualmente.

    “Após dois anos de produção menor, a produção aumentará novamente em 2020, principalmente devido ao início de operação de Johan Sverdrup, mas também devido a outras descobertas”, disse Soelvberg.

Prevê-se que a produção de gás natural suba para 117,1 bilhões de metros cúbicos em 2020, de 113,2 bilhões de metros cúbicos em 2019, mas abaixo da previsão anterior de 120,2 bilhões, acrescentou.

    O NPD agora espera que a produção de petróleo da Noruega totalize 1,76 milhão de barris por dia em 2020, acima da previsão anterior de 1,74 milhão feita um ano atrás.

A Equinor, controlada pelo Estado, e seus parceiros anunciaram na quinta-feira planos para estender ainda mais a produção de seu campo de Statfjord, que produz desde os anos 1970 e agora deve permanecer em operação além de 2040.

Por Nerijus Adomaitis e Gwladys Fouche

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below