January 20, 2020 / 3:17 PM / 4 months ago

UE não vai se comprometer com China em negociações de investimento, diz chefe comercial da UE

O chefe de comércio da UE, Phil Hogan, comparece à sua audiência no Parlamento Europeu em Bruxelas, Bélgica. 30/09/2019. REUTERS/Yves Herman

BRUXELAS (Reuters) - A União Europeia (UE) quer chegar a um acordo com a China este ano para proteger investimento estrangeiro e aumentar o acesso ao mercado de investimentos, mas não vai fazer concessões a Pequim, disse nesta segunda-feira o chefe de comércio da UE, Phil Hogan.

Hogan disse em uma conferência que a UE quer ver “progresso concreto” da China na abertura de seus mercados.

“Comprometer-se não funcionará para a UE. Nossos mercados são amplamente abertos, provavelmente os mais abertos do mundo. Portanto, deixamos bem claro que esperamos e estamos exigindo um reequilíbrio da assimetria.”

A China e a UE iniciaram negociações sobre um pacto de investimento em 2013 e estão na 26ª rodada de negociações, que deve terminar na terça-feira após uma segunda troca de ofertas em dezembro.

Hogan disse que a UE e a China estão progredindo nas negociações, embora não esteja satisfeito com a última oferta de Pequim.

As empresas chinesas, disse ele, já estão recebendo tratamento igual às empresas europeias na Europa, com leis justas e previsíveis.

“Cabe à China nivelar o campo de atuação de nossas empresas que operam em seu país”, disse ele.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below