January 22, 2020 / 8:20 PM / a month ago

Dólar tem maior queda de 2020 e volta a R$4,17 com alívio externo

10/09/2015 REUTERS/Ricardo Moraes

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar teve nesta quarta-feira a maior queda percentual diária de 2020, voltando à casa de 4,17 reais em ajuste depois de na véspera ter fechado acima do patamar psicológico de 4,20 pela primeira vez desde o começo de dezembro.

O dólar à vista fechou em queda de 0,71%, a 4,176 reais na venda.

É a maior desvalorização percentual diária desde 30 de dezembro do ano passado (-0,91%).

Na B3, o dólar futuro tinha baixa de 0,82%, a 4,1805 reais.

A queda do dólar no Brasil nesta sessão espelhou o movimento contra outras divisas emergentes, em dia de alívio nos mercados globais pelo entendimento de que a China está empenhada em conter o surto de um novo vírus que já matou 17 pessoas no país asiático e infectou mais de 540.

O dólar cedia frente a várias divisas emergentes pares do real nesta sessão, com destaque para peso mexicano e rand sul-africano.

Na véspera, a moeda havia subido para 4,2060 reais, máxima desde 2 de dezembro, entre os piores desempenhos do dia e liderando as perdas no ano.

Para Italo Lombardi, estrategista sênior para mercados emergentes do Crédit Agricole em Nova York, a performance mais fraca do real neste começo de ano está chegando ao limite, e uma virada e alguma recuperação são esperadas para os próximos meses.

Lombardi recomendou compra de opções de venda (put) de três meses de euro/real com preço de exercício (strike) em 4,620 reais por euro e barreira em 4,400 reais por euro.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below