January 28, 2020 / 2:32 PM / a month ago

Demanda por combustível de aviação despenca na Ásia com voos cancelados por vírus

CINGAPURA (Reuters) - A demanda por combustível de aviação na Ásia está sofrendo com o surto de um vírus semelhante à gripe na China, que levou companhias aéreas a cancelarem dezenas de voos durante o Ano Novo Lunar, uma alta temporada para viagens.

Os preços do combustível de aviação caíram e os lucros das refinarias com o produto caíram para o menor nível em mais de dois anos e meio, enquanto analistas do setor estão cortando suas previsões para a demanda em 2020 por combustível de aviação e petróleo em geral.

Companhias aéreas e passageiros estão em alerta devido ao coronavírus que teve origem na cidade chinesa de Wuhan, na região central do país, e matou até agora mais de 100 pessoas na China, espalhando-se ainda para mais de 10 países, incluindo França, Japão e Estados Unidos.

Passageiros cancelaram planos de viagem para o feriado do Ano Novo Lunar, levando as companhias aéreas a oferecer reembolsos.

“Os participantes do mercado, já cautelosos com o lento crescimento da demanda em relação ao ano passado, estão avaliando os efeitos sobre a demanda global por petróleo do bloqueio em várias cidades da China e da provável redução das viagens na região Ásia-Pacífico”, disse o analista do Barclays, Amarpreet Singh, em nota.

Durante o surto de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) de 2002-2003, também causado por um coronavírus originário da China e que matou quase 800 pessoas em todo o mundo - a demanda de passageiros aéreos na Ásia caiu 45%.

E o setor de viagens agora depende mais dos viajantes chineses, à medida que a participação da China na economia global quadruplicou.

Se o tráfego de passageiros aéreos na China diminuir pela metade no primeiro trimestre deste ano, isso provavelmente levaria a uma queda de 300.000 barris por dia (bpd) na demanda por querosene para aviação da China na comparação anual, disse Singh, do Barclays.

Várias companhias aéreas da Ásia suspenderam voos para Wuhan e algumas operadoras de turismo estão cancelando viagens à China.

Decolagens a partir dos cinco maiores aeroportos chineses caíram em quase 800 vôos no último final de semana em relação ao fim de semana anterior, enquanto o tráfego nos cinco aeroportos mais próximos a Wuhan caiu quase 50% nos últimos dias”, escreveram analistas da RBC Capital Markets em nota.

A demanda por combustível de aviação vinha impulsionando o crescimento do consumo de petróleo no mundo nos últimos cinco anos, ao responder por cerca de 15% da expansão da demanda chinesa, disseram os analistas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below