January 28, 2020 / 9:42 PM / a month ago

Ibovespa sobe em dia de recuperação global; Azul dispara

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista fechou em alta nesta terça-feira, com as ações da Azul disparando após atualização do plano de frota, em sessão de recuperação dos mercados globais, embora persistam as preocupações com o surto de coronavírus.

Avião da Azul no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. 24/11/2015. REUTERS/Paulo Whitaker

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 1,74%, a 116.478,98 pontos. O volume financeiro somou 20,2 bilhões de reais.

A alta veio após o Ibovespa fechar em queda de mais de 3% na segunda-feira, maior declínio percentual em 10 meses e fechando abaixo dos 115 mil pontos, com crescentes preocupações com os reflexos do vírus que eclodiu na China apoiando um forte ajuste negativo em mercados ao redor do globo.

Agentes financeiros aguardam continuidade na volatilidade nos mercados em razão do noticiário sobre o vírus, atentos principalmente a dados relativos ao potencial efeito do surto no crescimento econômico nestes primeiros meses do ano na China, e os eventuais reflexos nas economias de outros países.

A China informou nesta terça que 106 pessoas morreram devido ao novo coronavírus, acima do número anterior de 81. O número total de casos confirmados na China aumentou para 4.515 no dia 27 de janeiro, segundo a Comissão Nacional de Saúde em um comunicado, contra 2.835 relatados no dia anterior.

“O noticiário do coronavírus, de fato, ainda é muito assustador e requer atenção. Por outro lado, ainda está contido na China e os casos fora da região estão sendo controlados de forma rápida e com isolamento dos pacientes”, observou o gestor Guilherme Foureaux, sócio na Paineira Investimentos.

Além disso, o Brasil ainda tem um prognóstico positivo em relação a crescimento, dinâmica da dívida e estágio do ciclo econômico. “Movimentos de correção (como o da véspera) podem ser visto pelo mercado como oportunidade”, afirmou Foureaux.

DESTAQUES

- AZUL PN saltou 8,58%, a 62,41 reais, máxima de fechamento, após a companhia aérea divulgar que deve subarrendar aviões Embraer E195 e atualizar seu plano de frota de cinco anos. A Azul estimou que a substituição de toda a frota de E195 deve gerar 4,8 bilhões de reais de Ebitda incremental entre 2020 e 2027.

- PETROBRAS PN subiu 2,75%, reagindo após o declínio da véspera e ajudada pela alta do petróleo no exterior. Também no radar esteve reportagem do Valor Econômico, citando fontes, de que a Petrobras fechou o sindicato de bancos que irá coordenar a venda de suas ações na BR Distribuidora, previsão de realizar a oferta entre o fim de fevereiro e o começo de março.

- MAGAZINE LUIZA ON e VIA VAREJO ON avançaram 5,93% e 5,32%, respectivamente, entre as maiores altas. B2W ON fechou em alta de 4,05%.

- JBS ON avançou 3,26%, após assinar memorando de entendimentos com o WH Group para fornecimento de carnes bovina, de aves e suína in natura ao mercado chinês. A JBS afirmou que o acordo prevê fornecimento de produtos das marcas Friboi e Seara, em um acordo que pode movimentar até 3 bilhões de reais por ano.

- CIELO ON encerrou em alta de 3,57%, com a direção da empresa de pagamentos prometendo dar mais ênfase ao lucro da companhia. No começo do pregão, a ação chegou a recuar 5,6%,após reportar uma queda de 68% no lucro do quarto trimestre de 2019, com recuo em receita líquida e margem, na comparação ano a ano, afetados pela maior competição no setor.

- VALE ON valorizou-se 1,37%. A mineradora suspendeu por tempo indeterminado as viagens de negócios para a China, seu principal cliente, e também do país asiático para qualquer unidade da empresa, como parte das medidas necessárias de apoio à prevenção ao coronavírus em seus escritórios.

- SANTANDER BRASIL UNIT fechou com variação positiva de 0,32% antes da divulgação do balanço do quarto trimestre, prevista para a manhã de quarta-feira. BRADESCO PN subiu 0,12% e ITAÚ UNIBANCO PN cedeu 0,03%. BANCO DO BRASIL ON avançou 0,82%.

- BRASKEM PNA caiu 2,98%, em dia de realização de lucros, após acumular até a véspera alta de quase 18% em 2020.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below