for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Anúncio de greve de petroleiros não atende requisitos legais, diz Petrobras

Fachada da sede da Petrobras em meio a greve geral de trabalhadores no ano passado 14/06/2019 REUTERS/Sergio Moraes

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras afirmou nesta quarta-feira que considera “descabido” movimento grevista anunciado por petroleiros, previsto para ter início no sábado, pois as justificativas seriam “infundadas e não preenchem os requisitos legais para o exercício do direito de greve”, disse a empresa em nota.

A petroleira estatal informou que foi notificada na terça-feira pelas lideranças de sindicatos ligados à Federação Única dos Petroleiros (FUP) sobre a intenção destas entidades de realizar greve a partir do dia 1 de fevereiro.

Como justificativa, destacou a empresa, as entidades alegaram desrespeito aos fóruns de negociação instituídos pelo Acordo Trabalhista de Trabalho (ACT) e descumprimento do ACT da Araucária Nitrogenados S.A. (ANSA), o que a empresa nega.

Por Marta Nogueira

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up