February 3, 2020 / 9:40 PM / 5 months ago

Província de Buenos Aires corre para fechar acordo sobre bônus 2021

BUENOS AIRES (Reuters) - A província argentina de Buenos Aires se ofereceu para fazer um pagamento de capital de 75 milhões dólares de um bônus com vencimento em 2021, em uma última tentativa para incentivar os detentores da dívida a aceitarem a proposta de adiamento de um reembolso maior e evitar o risco de novo calote.

Homem lê jornal enquanto caminha pelo distrito financeiro de Buenos Aires, Argentina 18/04/2016 REUTERS/Marcos Brindicci

A província disse nesta segunda-feira que pagaria 30% do valor total de 250 milhões de dólares que está tentando adiar dentro de um período de carência que termina nesta semana. O pagamento estava originalmente previsto para 26 de janeiro.

A província, que está lutando para pagar suas dívidas em meio a um mal-estar econômico mais amplo, é vista como um termômetro decisivo para negociações maiores na reestruturação de cerca de 100 bilhões de dólares em pagamentos soberanos dentro do governo do novo presidente peronista Alberto Fernández.

Buenos Aires já havia pedido aos detentores do título adiamento do pagamento para até 1º de maio, mas tem tido dificuldades para obter apoio do total necessário —de 75% da dívida. Há um período de carência de dez dias no pagamento, que expira em 5 de fevereiro.

A província, a mais populosa da Argentina, disse que havia suavizado o acordo —pela segunda vez— depois que um grande número de detentores de títulos não chegou a um consentimento, embora tenha acrescentado que eles mostraram “boa vontade e compreensão” da situação.

Em um sinal inicial positivo, um importante grupo de credores desses títulos afirmou que apoiava o acordo revisado e iria participar. Eles acrescentaram que a oferta era um sinal de que a província pretendia “se envolver em negociações de boa fé em uma ampla reestruturação da dívida”.

“Esperamos que o apoio seja amplo por parte de outros detentores de títulos”, afirmou o grupo em comunicado.

A província também fará um pagamento de juros anunciado anteriormente sobre o capital deferido que, segundo ela, totaliza cerca de 5 milhões de dólares e será realizado dentro de cinco dias úteis após a entrada em vigor da emenda.

A província adiou o prazo para que os credores de títulos concordassem com a proposta até as 6h (horário de Brasília) de 4 de fevereiro. Anteriormente, o prazo havia sido adiado até hoje.

“A província reafirma seu compromisso de resolver o problema da dívida, a fim de recuperar a sustentabilidade de maneira rápida e ordenada”, disse o ministro das Finanças da província, Pablo López, em comunicado, acrescentando que seus recursos são “escassos”.

“Temos de avançar na resolução das questões mais urgentes e dedicar todos os nossos esforços à reativação da economia da província.”

Os investidores disseram acreditar que a província tentaria evitar a inadimplência e fechar um acordo, em parte para evitar o impacto nas negociações mais amplas sobre a dívida. A Amherst Pierpont Securities disse que sugeria “termos amigáveis ​​para maximizar participação”.

“Suponho que eles devem ter chegado a um acordo que lhes permita alcançar a marca de 75%”, disse um gestor de fundos com aplicações em títulos argentinos. “Bem no último minuto.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below