February 12, 2020 / 4:18 PM / in 5 months

BP amplia metas para emissões com novo CEO, que promete "reinventar" petroleira

LONDRES (Reuters) - A britânica BP revelou planos de reduzir significativamente suas emissões de carbono até 2050, ao estabelecer algumas das mais ambiciosas metas climáticas entre empresas de petróleo, em meio à maior reformulação da companhia em seus 111 anos de história, liderada pelo novo presidente-executivo Bernard Looney.

Logo da BP em planta de petróleo em Kloten, na Suíça 03/10/2017 REUTERS/Arnd Wiegmann

As metas definidas nesta quarta-feira colocam a BP à frente de rivais como Shell, Total, Equinor e todas grandes petroleiras norte-americanas.

“Temos que mudar e mudar profundamente, porque o mundo está mudando rapidamente, assim como as expectativas da sociedade em relação à nossa atuação”, disse o CEO.

“Nós precisamos reinventar a BP”, disse Looney em comunicado.

“Falando de uma maneira simples, nós precisamos mudar. Nós queremos mudar. E nós vamos mudar”, acrescentou ele, em publicação no Instagram.

A BP não especificou como pretende atingir as metas de 2050 de reduzir a zero as emissões líquidas de carbono de suas operações e dos barris que produz, além de reduzir pela metade a intensidade de carbono de todos produtos que vende, como diesel e petróleo.

A espanhola Repsol também definiu metas de redução de emissões, o que deve custar mais de 5 bilhões de dólares.

A BP já havia tentado se reinventar antes, com um plano pioneiro para construir um grande negócio de energias renováveis no início dos anos 2000, mas a iniciativa acabou em grandes prejuízos.

Desde então, as principais petroleiras do mundo têm estado sob pressão de investidores e ativistas para atingir metas do Acordo de Paris, que prevê limitar o aquecimento global a menos de 2 graus Celsius ante os níveis pré-industriais.

“Nós precisamos de uma transição rápida para zero (em emissões líquidas). Nós todos queremos energia com confiabilidade e preço acessível, mas isso não é mais suficiente. Ela precisa também ser mais limpa”, afirmou Looney.

A meta da BP para zero emissões líquidas refere-se aos barris produzidos por ela, com base em sua participação em campos de petróleo e gás, desde a exploração até os postos. Ela não compreende produtos que a BP comercializa, mas não produz por conta própria.

A BP produziu cerca de 2,64 milhões de barris de óleo equivalente por dia em 2019. O grupo disse que pretende reduzir as emissões para zero em termos líquidos, a partir de um nível de 415 milhões de toneladas em dióxido de carbono equivalente por ano.

A empresa não divulgou detalhes, mas um porta-voz disse que planos de curto prazo devem ser publicados em setembro, durante um encontro com investidores.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below