February 19, 2020 / 8:16 PM / 3 months ago

Reguladores precisam acelerar definição de regras sobre moedas digitais

Chairman do Conselho de Estabilidade Financeira, Randal Quarles, fala em coletiva de imprensa em Pequim 21/11/2019 REUTERS/Florence Lo

LONDRES (Reuters) - Reguladores financeiros globais correm o risco de ficar para trás diante da rápida inovação no setor de pagamentos digitais e precisam trabalhar mais rapidamente para criar regras para criptomoedas ou “stablecoins”, disse o presidente de um órgão fiscalizador financeiro global nesta quarta-feira.

Os bancos centrais estão preocupados com a possibilidade de os planos do Facebook para lançar sua moeda digital Libra reduzir o controle estatal sobre o dinheiro em todo o mundo.

“Os membros do Conselho de Estabilidade Financeira (FSB) reconhecem a velocidade da inovação na área de pagamentos digitais, incluindo as chamadas ‘stablecoins’”, afirmou Randal Quarles, presidente do FSB, em uma carta aos ministros e bancos centrais do grupo das 20 economias mais industrializadas, o G20.

“Estamos decididos a acelerar o ritmo de desenvolvimento das respostas regulatórias e de supervisão necessárias a esses novos instrumentos.”

Quarles, que também é membro do conselho de diretores do Federal Reserve dos EUA, disse que um grupo de trabalho estava analisando políticas para lidar com os riscos e benefícios das stablecoins.

Possíveis respostas regulatórias serão submetidas a uma consulta pública em abril, disse ele.

Ministros das Finanças do G20 disseram no rascunho das conclusões de sua reunião em Riad no final de semana que os riscos das stablecoins globais precisam ser avaliados e tratados adequadamente antes de iniciarem a operação.

O FSB, formado por reguladores, presidentes de bancos centrais e governos das principais economias, foi criado após a crise financeira de 2007-09 para criar um sistema de alerta antecipada para riscos no setor financeiro antes que eles gerem outro colapso do mercado global.

O FSB também organizará um workshop entre reguladores, supervisores e o setor privado sobre possíveis abordagens regulatórias para a crescente entrada de gigantes da tecnologia no setor de finanças, disse Quarles.

Reportagem adicional de Jan Strupczewski em Bruxelas

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below