February 21, 2020 / 6:55 PM / 3 months ago

ANP aprova pedido da PetroRio e reduz pela 1º vez royalties para campo maduro

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A diretoria da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou a redução na alíquota de royalties sobre a produção incremental do campo de Polvo, na Bacia de Campos, operado pela petroleira brasileira PetroRio, informou a autarquia nesta sexta-feira.

Foi a primeira vez que a agência aplicou a medida, após a publicação de novas regras que visam incentivar investimentos para prolongar a vida últil de campos maduros.

A alíquota de Polvo será reduzida de 10% para 5% sobre a produção incremental do campo, possível graças a novos aportes realizados pela companhia.

“No caso do campo de Polvo, investimentos realizados na campanha de perfuração de poços em 2018 resultaram em um aumento aproximado de 30% na produção de petróleo”, disse a ANP, em um comunicado à imprensa.

“Além disso, o término da produção, que estava previsto para dezembro de 2020, foi estendido para 2030, resultando em mais 10 anos de produção.”

Com a extensão da vida útil do campo, estima-se uma arrecadação total de royalties de aproximadamente 300 milhões de reais até 2030, segundo cálculos da ANP.

Por Marta Nogueira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below