March 5, 2020 / 6:45 PM / 3 months ago

Consumo de energia elétrica recua em fevereiro pelo 2° mês consecutivo, diz CCEE

10/02/2015 REUTERS/Paulo Whitaker

SÃO PAULO (Reuters) - O consumo de eletricidade no Brasil caiu 2% em fevereiro ante mesmo período do ano passado, no segundo mês consecutivo de retração, informou nesta quinta-feira a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

O desempenho negativo na demanda por energia elétrica, um importante sinalizador da atividade econômica, segue-se a uma redução em janeiro estimada em 4,3% pela CCEE.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) disse nesta quinta-feira que a carga de energia— que representa a soma do consumo com as perdas na rede— teve queda de 3,4% em janeiro, atribuindo o resultado principalmente às temperaturas inferiores às de 2019, que reduzem a demanda pelo uso de aparelhos de ar-condicionado. [nL1N2AY112

No mercado regulado, onde os clientes são supridos por empresas de distribuição, o consumo em fevereiro teve queda de 3,8%, apontou a CCEE, enquanto houve alta de 2,3% no mercado livre de energia, no qual grandes consumidores podem negociar contratos com geradoras e comercializadoras.

Entre indústrias que compram energia no mercado livre, houve significativa retração no consumo dos setores de veículos (-10%), madeira, papel e celulose (-7,2%) e extração de minerais metálicos (-6,2%), segundo dados ajustados da CCEE.

Já os segmentos de saneamento (22%), comércio (13,8%) e transporte (9,4%) tiveram as maiores altas.

Em meados de janeiro, a CCEE projetou que o consumo de eletricidade no Brasil deveria crescer 4,2% em 2020, o que seria a maior alta desde 2013. A previsão, no entanto, tinha como base expectativas otimistas de crescimento econômico do Brasil, que já têm sido revisadas por analistas em meio aos efeitos de um surto de coronavírus sobre a economia global.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na quarta-feira que o governo também revisará suas projeções, mas que a economia brasileira deve crescer “acima de 2%” em 2020, ante projeção de 2,4% antes dos impactos do vírus.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below