March 6, 2020 / 1:14 PM / 4 months ago

Mínimas em expectativas de inflação na zona do euro pressionam BCE

23/01/2020 REUTERS/Ralph Orlowski

LONDRES (Reuters) - O indicador-chave das expectativas de inflação de longo prazo na zona do euro caía nesta sexta-feira para registrar mínimas não muito distantes de 1%, pressionando mais o Banco Central Europeu (BCE) a tomar medidas para acelerar o crescimento econômico do país em meio ao surto de coronavírus.

A expectativa no longo prazo caía para uma mínima recorde de 1,0327% EUIL5YF5Y=R, sendo que caiu 25 pontos-base no mês passado.

“Sabemos que o BCE fica de olho nisso, e eles não sabem como interpretar esse indicador, que também se alinha com os preços do petróleo”, disse Chris Scicluna, chefe de pesquisa econômica da Daiwa Capital Markets, em Londres.

“Mas não há dúvida de que a zona do euro está em risco de recessão, o que atrasará o modesto progresso na inflação subjacente que vimos recentemente”, completou.

Os preços do petróleo Brent LCOc1 caíam 2% nesta sexta-feira, com receios de que a desaceleração econômica causada pelo coronavírus reduza a demanda global de petróleo. Essas preocupações foram agravadas pela preocupação de que os produtores de petróleo não pertencentes à Opep ainda não haviam concordado em reduzir ainda mais a produção.

O BCE, que tem como meta a inflação próxima mas abaixo de 2%, deve se reunir na próxima quinta-feira.

Mesmo após anos de estímulo à política monetária e taxas de juros em níveis recorde, a inflação na zona do euro permanece bem abaixo da meta do BCE.

Reportagem de Dhara Ranasinghe

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below