March 9, 2020 / 2:31 PM / 4 months ago

Rumo não vê impacto de coronavírus na China sobre embarques de soja do Brasil, diz CEO

Grãos de soja são carregados em caminhão em fazenda do Paraguai 17/02/2020 REUTERS/Jorge Adorno

SÃO PAULO (Reuters) - A Rumo, empresa de logística da Cosan , não sentiu “nenhum impacto” da epidemia do coronavírus na China sobre os embarques de soja do Brasil, disse o presidente da companhia, João Alberto Abreu, durante o Cosan Day nesta segunda-feira.

Segundo ele, o “lineup” de navios para soja no porto de Santos “é bastante robusto”.

“O que temos feito é monitorar o esmagamento da China”, disse ele, acrescentando que o processamento da oleaginosa no maior importador global da commodity voltou aos níveis “originais” após o feriado do Ano Novo Lunar, que foi estendido em função do aumento dos casos de coronavírus.

O Brasil é o maior exportador de soja do mundo e deve participar este ano do mercado chinês com volumes semelhantes aos vistos no ano passado, de acordo com as informações disponíveis, disse ele.

Por Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below