March 10, 2020 / 10:39 AM / 3 months ago

Economia da zona do euro desacelera no 4º tri, importações saltam

Homem trabalha em construção em Viena. REUTERS/Heinz-Peter Bader

BRUXELAS (Reuters) - A economia da zona do euro registrou apenas leve crescimento no quarto trimestre, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira, uma vez que os investimentos e os gastos tanto do consumidor quanto do governo compensaram o impacto de uma forte alta nas importações.

A agência de estatísticas da UE, Eurostat, disse que o Produto Interno Bruto (PIB) dos 19 países que usam a moeda única cresceu apenas 0,1% entre outubro e dezembro, em linha com a estimativa preliminar publicada no mês passado.

Entretanto, a Eurostat revisou seu dado anual para uma expansão de 1,0%, ante 0,9% antes.

O fraco crescimento trimestral segue-se a uma expansão de 0,5% no primeiro trimestre, avanço de 0,1% no segundo e alta de 0,3% no terceiro trimestre.

França e Itália, segunda e terceira maiores economias da região, assim como Finlândia e Grécia, sofreram contrações no quarto trimestre.

A formação bruta de capital fixo contribuiu com 0,9 ponto percentual do PIB, e gastos do governo e das famílias somaram 0,1 ponto cada.

Em contraste, a balança comercial teve impacto negativo de 0,8 ponto no PIB já que as importações aumentaram 1,8% enquanto as exportações cresceram apenas 0,2%.

Reportagem de Philip Blenkinsop

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below