March 11, 2020 / 3:01 PM / 4 months ago

EUA planejam medidas econômicas em combate ao coronavírus

Por David Lawder e Andrea Shalal e Susan Heavey

Secretário do Tesouro, Steven Mnuchin. REUTERS/Yuri Gripas/File Photo

WASHINGTON (Reuters) - Enquanto as autoridades norte-americanas procuram maneiras de lidar com o surto de coronavírus, o governo Trump está considerando cortar impostos, candidatos presidenciais democratas estão cancelando eventos e o governador do Estado de Nova York está dizendo que o governo federal “tropeçou no trabalho”.

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, disse que o governo está avaliando adotar medidas que possam colocar centenas de bilhões de dólares na economia dos EUA para protegê-la de uma desaceleração provocada pelo coronavírus.

O secretário de Saúde, Alex Azar, disse que os líderes federais estão trabalhando com autoridades locais nos Estados mais atingidos, incluindo Washington, Califórnia, Nova York, Massachusetts e Flórida, dizendo que “fortes medidas de mitigação” podem ajudar a ganhar tempo valioso.

O governador de Nova York, no entanto, disse que as autoridades federais deixaram os Estados lutando para agir por conta própria, incluindo a intensificação de testes para a doença respiratória altamente contagiosa - e às vezes fatal.

“Não podemos esperar pelo governo federal porque isso não vai acontecer”, disse Andrew Cuomo, que enviou a Guarda Nacional para ajudar a conter um surto nos subúrbios da cidade de Nova York.

O número de casos de coronavírus nos EUA aumenta constantemente e afetou quase três quartos dos Estados. Mais de mil casos e 31 mortes foram relatadas.

À medida que o surto se espalha, a vida cotidiana nos Estados Unidos tem sido cada vez mais afetada, com shows e conferências cancelados e universidades dizendo aos alunos que fiquem em casa e façam aulas online.

A Casa Branca está alivando medidas de benefícios fiscais, garantias de empréstimo, reembolso a trabalhadores por pagamentos perdidos, ajuda a pequenas e médias empresas e suporte a empresas aéreas, hotéis e outros negócios do setor, disse Mnuchin.

Ele comparou o coronavírus a um furacão, e disse que os gastos precisam ser acelerados. Mas afirmou que o presidente Donald Trump acredita forte que as empresas norte-americanas precisam ser protegidas, não resgatadas.

“O que quer que façamos, tipo nas próximas 48 horas, será apenas o primeiro passo. Vamos retornar. E acho que há grande suporte bipartidário. As pessoas entendem que precisamos ajudar pequenas e médias empresas e certas indústrias”, disse Mnuchin a um comitê da Câmara dos Deputados.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below