March 18, 2020 / 2:39 PM / 3 months ago

Boeing lidera queda em Wall St conforme aumentam danos a empresas

Operador em pregão na Bolsa de Valores de Nova York 18/03/2020 REUTERS/Lucas Jackson

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street afundavam novamente nesta quarta-feira, com sinais crescentes de danos causados ​​pelo coronavírus nas empresas norte-americanas ofuscando uma explosão de otimismo em relação a movimentos oficiais para proteger a economia.

A Boeing sofria outro grande golpe, caindo 16,1% depois que a fabricante de aviões pediu um alívio de 60 bilhões para fabricantes aeroespaciais que estão enfrentando os problemas de um colapso prolongado nas viagens globais.

O índice das companhias aéreas S&P 1500 caía 13%, enquanto as operadoras de hotéis Hilton Worldwide Holdings, Marriott International e a agência online Expedia estavam entre as principais quedas no S&P 500.

O índice de referência cedia com força, aproximando-se do limiar de 7% que desencadeia outra parada de 15 minutos - algo familiar nestas duas semanas de grandes perdas que derrubaram Wall Street de seu maior território de alta da história.

“Estamos em modo de pânico aqui”, disse Peter Cardillo, economista-chefe de mercado da Spartan Capital Securities, em Nova York.

“O medo de, talvez, a deflação se estabelecer, é provavelmente uma das razões pelas quais o mercado está agindo do jeito que está.”

Às 11:34 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 4,26%, a 20.332 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 3,849849%, a 2.432 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 3,04%, a 7.112 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below