March 19, 2020 / 11:00 PM / 4 months ago

BofA se junta a outros bancos e passa a ver contração do PIB do Brasil em 2020 por coronavírus

SÃO PAULO (Reuters) - O Bank of America passou a estimar retração do PIB brasileiro em 2020, na sequência de outras instituições financeiras que também agora veem queda devido ao surto do coronavírus.

Trabalhadores em linha de montagem de caminhões em fábrica da Mercedes Benz em São Bernardo do Campo, Brasil. 27/03/2018. REUTERS/Paulo Whitaker

O BofA calcula que o PIB retrairá 0,5% em 2020, expressiva mudança ante o número anterior, que indicava crescimento de 1,5%.

Na América Latina, Venezuela (-20,0%), México (-4,5%) e Argentina (-3,0%) sofrerão os baques mais fortes. O Chile deve cair 0,7%, e a economia peruana ainda deve crescer 0,5%, segundo o banco.

“Chile, Peru e Brasil são os países mais sensíveis ao choque combinado China/commodities, mas ajustamos nossas previsões de crescimento de maneira geral”, disseram profissionais do banco em relatório.

Outras instituições financeiras já haviam cortado suas projeções para o PIB brasileiro nos últimos dias.

O JPMorgan espera recuo de 3,5% da economia no primeiro trimestre deste ano e um tombo de 10% no segundo trimestre, com a economia fechando o ano em contração de 1,0%. O Goldman Sachs baixou suas estimativas de expansão de 1,5% para declínio de 0,9% em 2020.

A Itaú Asset Management passou a ver queda do PIB de 0,3% em 2020. E o Credit Suisse havia reduzido sua projeção de alta de 1,4% para zero.

O UBS cortou a 0,5% sua expectativa de crescimento para o PIB neste ano, depois de uma taxa já revisada para baixo de 1,3% (contra 2,1% antes). Dos citados, o Santander Brasil ainda tem a projeção de 1%, mas a metade da taxa de expansão de 2% com a qual o banco trabalhava antes.

O Citi ainda não revisou sua estimativa nesta semana e segue com projeção de crescimento de 1,6% para este ano. Mas o banco reconhece que seu prognóstico está “subestimando amplamente o impacto negativo do Covid-19 na economia, especialmente no setor de serviços”, que corresponde a cerca de 70% do PIB.

“Estamos monitorando a escalada significativa desse processo esta semana para ter uma melhor avaliação sobre a extensão de nossa revisão significativa do PIB a ser implementada nos próximos dias”, disse o banco em relatório.

A expectativa é que a onda de revisões já seja sentida na pesquisa Focus da próxima segunda-feira. Na edição mais recente da pesquisa, divulgada no último dia 16, o mercado estimava crescimento da economia de 1,68% em 2020, segundo a mediana das projeções.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below