March 25, 2020 / 1:06 PM / in 2 months

Bullard, do Fed: Pacote de US$2 tri negociado no Congresso está "bem dimensionado" para crise

(Reuters) - O pacote de ajuda emergencial de cerca de 2 trilhões de dólares que está sendo negociado no Congresso norte-americano está “bem dimensionado” para combater os efeitos econômicos que podem deixar até 46 milhões de desempregados até que o surto de coronavírus esteja sob controle, afirmou o presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard, nesta quarta-feira.

Presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard, fala em palestra pública em Cingapura 08/10/2018 REUTERS/Edgar Su

Em uma série de entrevistas diretas à mídia nos últimos dias, Bullard disse que os Estados Unidos devem estar preparados para simplesmente “se aquietar” no período de abril a junho, usando programas públicos para manter famílias e empresas financeiramente estáveis e sem pressa de voltarem ao trabalho até a ameaça do vírus passar.

Qualquer cronograma, disse, “depende do vírus”, com o final do verão e o outono no Hemisfério Norte possivelmente permitindo uma transição de volta a uma reabertura econômica total dos EUA e o final do ano e o início de 2021 oferecendo a chance de um “boom”, com pessoas e empresas compensando gastos atrasados.

Esse cronograma e as sóbrias estimativas econômicas de Bullard contrastam com a atitude mais apressada do presidente Donald Trump, que diz esperar que a economia possa estar “rugindo” até a Páscoa, em cerca de duas semanas e meia —mesmo num momento em que a epidemia ameaça prejudicar os sistemas de saúde pública.

O objetivo dos maciços programas de apoio econômico aprovados pelo Fed e aperfeiçoados no Congresso é tornar desnecessária qualquer pressa para voltar à normalidade, disse Bullard, permitindo que o impacto econômico seja absorvido no segundo trimestre do ano e preparando o cenário para uma recuperação.

Bullard disse que o foco agora deve ser a implantação dos benefícios o mais rápido possível, para que famílias e empresas não fiquem sem o dinheiro necessário para pagar itens essenciais e cumprir com o aluguel, hipotecas e outras obrigações.

“Provavelmente colocamos no lugar as coisas que precisam ser implementadas”, disse Bullard sobre os passos históricos que o Fed tomou nas últimas duas semanas e que o Congresso deve aprovar em breve.

“O maior problema agora... é executar de uma maneira que deixe as empresas intactas e mantenha os trabalhadores com salário suficiente para cobrir as despesas.”

Nos últimos dias, Bullard divulgou estimativas chocantes do que pode acontecer nas próximas semanas à medida que o “distanciamento social” —uma tentativa de conter a disseminação do vírus— fecha grande parte da economia norte-americana.

Talvez metade da produção esperada seja perdida no período de abril a junho, um impacto na faixa de 2,5 trilhões de dólares, disse ele, e até 46 milhões de vagas de emprego “voltadas para o público” sejam perdidas, pelo menos temporariamente.

Reportagem de Howard Schneider

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below