March 27, 2020 / 4:24 PM / 2 months ago

Safras reduz estimativa de produção de soja do Brasil; eleva a de milho

SÃO PAULO (Reuters) - A produção nacional de soja na temporada 2019/2020 deve alcançar 124,2 milhões de toneladas, estimou a consultoria Safras & Mercado nesta sexta-feira, ante previsão de 124,55 milhões de toneladas divulgada em fevereiro.

Colheita de soja em Tangará da Serra (MT) 27/03/2012 REUTERS/Paulo Whitaker

Em relação à temporada de 2018/2019, quando o Brasil produziu 119,306 milhões de toneladas, a nova estimativa representa alta de 4,1%.

“O avanço da colheita em todo o país trouxe um panorama mais claro do verdadeiro potencial produtivo da safra brasileira nesta temporada”, explicou o analista da consultoria, Luiz Fernando Roque, em nota.

Segundo o levantamento, a falta de umidade registrada no Rio Grande do Sul durante o primeiro trimestre do ano culminou em uma das maiores perdas de produtividade dos últimos anos.

“A maior parte das lavouras gaúchas não recebeu umidade suficiente em momentos importantes do desenvolvimento, o que derrubou o potencial produtivo das plantas do noroeste ao sul do Estado”, informou a análise.

A consultoria não detalhou qual foi a média de produtividade registrada no Rio Grande do Sul.

Elevações nas produtividades médias estimadas para o Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais e São Paulo foram destaque na avaliação deste mês.

“Tais elevações devem compensar boa parte das perdas esperadas para o Rio Grande do Sul, garantindo a colheita de uma nova safra recorde no Brasil”, disse Roque.

A colheita se aproxima de 70% da área plantada, estimada em 37,1 milhões de hectares. Em 2018/2019, o plantio da oleaginosa ocupou 36,4 milhões de hectares.

O levantamento também indica que a produtividade média deverá aumentar de 3.296 quilos por hectare, na safra anterior, para 3.363 quilos, na atual média nacional.

MILHO

A safra de milho 2019/2020 do Brasil foi estimada pela Safras & Mercado em 105,8 milhões de toneladas, ante previsão de 104,75 milhões de toneladas divulgada no mês passado.

A consultoria elevou a projeção de colheita do cereal cultivado na primeira safra, para 23,2 milhões de toneladas, enquanto reduziu a perspectiva da segunda safra, a safrinha, para 73,8 milhões de toneladas.

O recuo nas projeções para a safrinha deve-se à ocorrência de estiagem nas lavouras de Mato Grosso do Sul e Paraná.

Apesar da revisão positiva, o volume de 105,8 milhões de toneladas fica abaixo das 107,4 milhões de toneladas da temporada de 2018/2019.

A área total plantada com milho deverá ocupar 18,373 milhões de hectares, avanço de 2,1% frente ao total de 2018/2019.

“O rendimento médio das lavouras é estimado em 5.755 quilos por hectare, inferior aos 5.964 quilos obtidos na safra passada”, destaca o analista da consultoria, Paulo Molinari.

Por Nayara Figueiredo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below