April 3, 2020 / 5:26 PM / 4 months ago

Putin culpa Arábia Saudita e coronavírus por colapso do petróleo; ministro russo recomenda cortes

Presidente russo, Vladimir Putin, durante reunião sobre coronavírus em Moscou 29/01/2020 Sputnik/Alexei Druzhinin/Kremlin via REUTERS

MOSCOU (Reuters) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, culpou nesta sexta-feira a saída da Arábia Saudita do acordo de oferta da Opep+ pelo colapso recente nos preços do petróleo, citando também o impacto da pandemia de coronavírus sobre a demanda.

Em uma reunião com o ministro de Energia russo, Alexander Novak, Putin afirmou que a Arábia Saudita estava tentando se livrar de seus competidores que produzem “shale” (petróleo não convencional), e que para fazê-lo precisou derrubar os preços para abaixo da marca de 40 dólares por barril.

Na mesma ocasião, Novak disse a Putin que, diante do atual cenário, a produção de petróleo deveria ser cortada pelos próximos meses, mas que é necessário que “todo mundo” reduza o bombeamento, incluindo Arábia Saudita e Estados Unidos.

Reportagem de Vladimir Soldatkin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below