April 3, 2020 / 6:11 PM / 2 months ago

EUA têm maior corte semanal de sondas de petróleo desde 2015, diz Baker Hughes

Sondas de petróleo no Condado de Lean, no Novo México (EUA), região da bacia de Permian 10/02/2019 REUTERS/Nick Oxford

(Reuters) - As empresas de energia dos Estados Unidos diminuíram o número de sondas de petróleo em operação pela terceira semana consecutiva, promovendo a maior redução semanal em cinco anos, à medida que cortam gastos em novas perfurações devido aos impactos da pandemia de coronavírus sobre a atividade econômica e a demanda por combustíveis.

Foram retiradas de atividade pelas empresas 62 sondas de petróleo na semana até 3 de abril, maior recuo semanal desde março de 2015, levando a contagem total para 562 unidades, mínima desde março de 2017, informou a empresa de serviços em energia Baker Hughes em relatório semanal.

A contagem de sondas, indicador prévio de produção futura, está 32% abaixo do nível verificado em igual período do ano passado, quando 831 sondas estavam em operação.

Mais da metade das sondas de petróleo dos EUA estão localizadas na bacia de Permian —no oeste do Texas e leste do Novo México—, onde o número de unidades ativas recuou em 31 nesta semana, para 351, menor nível desde maio de 2017. Esse foi também o maior declínio semanal na região desde fevereiro de 2015.

Reportagem de Scott DiSavino

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below