for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Lagarde, do BCE, diz que duração do "declínio sem precedentes" da zona do euro ainda é incerta

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, gesticula enquanto discursa em coletiva de imprensa sobre os resultados da reunião do Conselho do BCE, em Frankfurt 12/03/2020 REUTERS/Kai Pfaffenbach

(Reuters) - A pandemia de coronavírus levou a economia da zona do euro a um “declínio sem precedentes” que deve se agravar antes do início da fase de recuperação, disse nesta quinta-feira a presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde.

A tendência aponta para “deterioração rápida do mercado de trabalho” e “contração significativa da atividade econômica” durante o período da pandemia, cuja duração ainda não foi determinada.

As projeções da equipe do BCE sugerem que o PIB da área do euro poderá cair entre 5% e 12% este ano, disse Lagarde em entrevista coletiva após a reunião.

Por John Stonestreet

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up