for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Canadá entrega rédeas do banco central a especialista em crises Macklem

OTTAWA (Reuters) - O Canadá convocou na sexta-feira Tiff Macklem para assumir o comando do Banco do Canadá, confiante de que o experiente banqueiro central ajudará o país a atravessar uma grave crise econômica causada pelo coronavírus e pela queda nos preços do petróleo.

Macklem, ex-vice-governador sênior do banco, se tornará o 10º governador do banco central do Canadá em 3 de junho.

Ele substitui Stephen Poloz, que introduziu o primeiro programa de compra de títulos em larga escala do banco e reduziu as taxas de juros para a mínima da década em 0,25% para aliviar o estresse nos mercados financeiros causado pelo surto de coronavírus.

Macklem “foi um dos principais administradores econômicos do Canadá durante a crise financeira de 2008, experiência que servirá bem ao Canadá enquanto trabalhamos para lidar com a crise de Covid-19”, disse o ministro das Finanças, Bill Morneau, ao anunciar a nomeação.

Macklem, de 58 anos, era visto por alguns observadores do mercado como um dos principais candidatos à função, principalmente com a piora na economia, por causa de sua sólida formação macroeconômica.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up