May 4, 2020 / 3:14 PM / 22 days ago

Ibovespa cai pressionado por cautela internacional ante tensões entre EUA e China

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa registrava forte queda na sessão desta segunda-feira, diante de um ressurgimento nas tensões entre Estados Unidos e China, enquanto novos ruídos políticos chamavam atenção no âmbito doméstico.

Operador da corretora Veedha durante sessão da bolsa de valores de São Paulo 12/03/2020 REUTERS/Amanda Perobelli

Às 12:06, o Ibovespa caía 3,19%, a 77.934,95 pontos. O volume financeiro era de 6,37 bilhões de reais.

Após encerrar abril com a maior alta mensal desde janeiro de 2019, o índice cedia o nível de 80 mil pontos nesta segunda-feira, reagindo também à sessão de sexta-feira de mercados internacionais, em que a Bovespa permaneceu fechada por conta de feriado.

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que o acordo comercial com a China agora é de importância secundária diante da pandemia de coronavírus e ameaçou novas tarifas sobre Pequim, alavancando a tensão entre os países.

Na esteira das declarações de Trump, o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disse no domingo que há “quantidade significativa de evidências” de que o novo coronavírus, causador do Covid-19, surgiu em um laboratório chinês.

Enquanto isso, turbulências políticas no cenário nacional continuam no radar de investidores. No sábado, o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro prestou depoimento no inquérito para apurar acusações feitas por ele de que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal.

Em ato contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso, marcado por agressões a jornalistas, Bolsonaro disse que a Constituição será cumprida no país “a qualquer preço” e que o governo tem o povo e as Forças Armadas ao seu lado.

“Daqui para frente, não só exigiremos, faremos cumprir a Constituição, ela será cumprida a qualquer preço. E ela tem dupla mão, não é de uma mão de um lado só não”, afirmou o presidente.

Nesta segunda-feira, Bolsonaro nomeou o delegado Rolando Alexandre de Souza como novo diretor-geral da Polícia Federal, depois de ter tido a indicação de seu nome preferido, Alexandre Ramagem, bloqueada por liminar do STF.

Para analistas da Terra Investimentos, o depoimento de Moro “é somente a ponta do iceberg”, acrescentando que as tensões políticas deverão deixar o país ainda mais vulnerável, em meio à pandemia.

Segundo levantamento do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) para a XP Investimentos, a avaliação ruim ou péssima do governo de Bolsonaro aumentou para 49% e atingiu o maior patamar já registrado.

Também na pauta desta segunda-feira, a contração da indústria brasileira se aprofundou em abril, em meio aos efeitos da pandemia de coronavírus, com quedas recordes em volume de produção e novos pedidos, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

DESTAQUES

- GOL PN desabava 12,2%, após afirmar que teve prejuízo líquido de 2,3 bilhões de reais nos três primeiros meses do ano em números não auditados, praticamente por causa da depreciação do real ante o dólar, que impacta suas despesas e custos financeiros. AZUL PN também registrava forte queda, de 14%.

- PETROBRAS PN perdia 3,5%, apesar de ter exportado recorde de 1 milhão de barris por dia de petróleo em abril, alta de 145% ante mesmo mês de 2019. PETROBRAS ON caía 3,3%.[nL1N2CM0E6]

- BB SEGURIDADE recuava 5,2%, após lucro líquido de 882,7 milhões de reais no primeiro trimestre, queda de cerca de 13% sobre o resultado obtido um ano antes, impactado pela epidemia de Covid-19.

- KLABIN UNT tinha baixa de 0,7%. A empresa reportou prejuízo líquido de 3,14 bilhões de reais no primeiro trimestre, resultado negativo bem acima do esperado pela média de projeções do mercado. SUZANO ON ganhava 0,5%.

- ITAÚ UNIBANCO PN perdia 3,3%, pressionando o índice antes da divulgação de resultado trimestral depois do fechamento da sessão. O banco divulgará seus resultados trimestrais após o pregão. BRADESCO PN recuava 4,4% e SANTANDER BR UNT desvalorizava-se 5,1%.

- MINERVA ON avançava 1,5%, como destaque positivo do dia em seu pregão de estreia como parte do Ibovespa. Também compondo o índice a partir desta segunda-feira, ENERGISA UNT caía 4,6% e CPFL ENERGIA ON recuava 2,4%.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below