for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Atividade econômica do Chile contrai 3,5% em março, mostra índice do BC

Entrada do banco central do Chile, em Santiago; uma funcionária aufere a temperatura de todos que chegam ao local 15/04/2020 REUTERS/Ivan Alvarado

SANTIAGO (Reuters) - A atividade econômica do Chile caiu 3,5% em março em relação a um ano antes, informou o banco central do país nesta segunda-feira.

O índice de atividade econômica do banco central (Imacec) declinou 5,7% em relação ao mês anterior, conforme o país entrou em uma paralisia econômica e de atividade social após a chegada ao Chile do novo coronavírus.

O ministro das Finanças, Ignacio Briones, disse em comunicado que os números eram esperados, mas que a crise é “transitória”.

“Esse é o copo meio cheio que nunca se perde de vista. Temos meses à frente que serão muito difíceis e nos atingirão com força, mas temos que ver a luz no fim do túnel”, disse ele.

Analistas do Banchile Investments sugeriram que o índice de atividade econômica de abril poderá cair entre 8% e 11%.

O Chile, maior produtor global de cobre, está prestes a registrar 20 mil casos confirmados do vírus, com 260 mortos e 10.041 curados.

O índice Imacec abrange cerca de 90% da economia rastreada pelos números do Produto Interno Bruto (PIB).

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up