for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Exportações de carne bovina e suína avançam em abril, diz Secex

Processamento de carne bovina em frigorífico em Santana de Parnaíba (SP) 19/12/2017 REUTERS/Paulo Whitaker

(Reuters) - As exportações brasileiras de carne bovina subiram 2,9% em abril, enquanto as vendas externas da proteína suína avançaram 17,5% e os embarques de carne de aves caíram quase 4%, informou nesta segunda-feira a Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

A China voltou a intensificar compras das carnes bovina e suína do Brasil desde meados de março, quando a pandemia do coronavírus começou a dar sinais de controle no país.

De acordo com o Ministério da Economia, as exportações brasileiras para a Ásia cresceram 28,7% em abril ante igual mês do ano passado. Para China, Hong Kong e Macau a alta foi de 27,9%, enquanto para a Coreia do Sul o crescimento foi de 182,0%.

Em abril, as vendas externas de carne bovina in natura somaram 116,28 mil toneladas, de acordo com dados da média diária de embarques publicados pelo Secex, ante as 113 mil toneladas registradas um ano antes.

No setor de suínos, as exportações da proteína in natura alcançaram 62,9 mil toneladas, ante as 53,5 mil toneladas embarcadas pelo país em abril do ano passado.

Já no segmento de aves in natura, as vendas externas atingiram 320,82 mil toneladas em abril, queda de 3,86% versus abril de 2019.

Por Nayara Figueiredo

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up