for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ibovespa avança com exterior benigno e foco em reabertura de economias; Itaú sobe

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista ensaiava melhora nesta terça-feira, após duas quedas consecutivas, encontrando respaldo em notícias sobre reabertura de economias no exterior, com investidores também repercutindo números do primeiro trimestre do Itaú Unibanco.

25/07/2019 REUTERS/Amanda Perobelli

Às 11:39, o Ibovespa subia 2,08 %, a 80.514,42 pontos. O volume financeiro somava 6,1 bilhões de reais.

A alta vem após o Ibovespa, referência do mercado acionário brasileiro, acumular declínio de mais de 5% nos dois pregões anteriores.

Em Wall Street, o S&P 500 avançava 1,45%, em movimento alinhado ao de bolsas europeias.

Na visão da equipe da Guide Investimentos, o viés benigno em mercados acionários globais encontra apoio na continuidade no movimento de reabertura econômica ao redor do mundo, conforme relatório a clientes enviado mais cedo.

No velho continente, governadores regionais da Alemanha vão definir medidas para aliviar mais as restrições impostas pela pandemia de coronavírus em teleconferência com a chanceler Angela Merkel na quarta-feira, disseram à Reuters duas pessoas familiarizadas com o assunto na segunda-feira.

Nos EUA, por sua vez, a Califórnia anunciou na segunda-feira os primeiros passos para reativar a economia do Estado, dando uma luz verde para as lojas abrirem esta semana, embora com restrições.

“Há uma sensação crescente de que o pior para a economia global é agora, enquanto os confinamentos estão ocorrendo e os tratamentos contra o coronavírus não são comprovados... A partir daqui só melhora, conforme os confinamentos serão amenizados e tratamentos, encontrados”, afirmou o analista Jasper Lawler, chefe de pesquisa do London Capital Group.

Do panorama político-econômico brasileiro, a Câmara dos Deputados concluiu na noite de segunda-feira a aprovação em primeiro turno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Orçamento de Guerra, que separa o orçamento dos gastos destinados ao combate à pandemia do Orçamento Geral da União.

DESTAQUES

- ITAÚ UNIBANCO PN subia 4,93%, um dia após reportar balanço do primeiro trimestre, quando ampliou fortemente a provisão para perdas esperadas com calotes em razão da crise do coronavírus. Em teleconferência nesta manhã, executivos prometeram ampliar o foco na redução de custos.

- BRADESCO PN avançava 2,19%, reforçando a alta do Ibovespa, enquanto BANCO DO BRASIL ON tinha alta de 1,98% e SANTANDER BRASIL UNIT cedia 0,23%.

- PETROBRAS PN mostrava acréscimo de 4,95%, enquanto PETROBRAS ON valorizava-se 4,6%, tendo de pano de fundo forte alta dos preços do petróleo no mercado externo, onde o Brent saltava 11%.

- B2W ON subia 6,49%, tendo no radar anúncio de fechou uma parceria com a BR Distribuidora para integração das lojas de conveniência BR Mania no B2W Marketplace. No setor, VIA VAREJO ON mostrava elevação de 7,05%.

- VALE ON tinha alta de 0,46%, seguindo papéis do setor de mineração e siderurgia na Europa, na esteira da melhora do apetite a risco.

- EMBRAER ON caía 3,89%, entre os destaques negativos do Ibovespa. A fabricante de aviões confirmou nesta terça-feira que vem avaliando possíveis financiamentos, inclusive com o BNDES, embora não exista ainda definição “neste momento” sobre um empréstimo específico. A Reuters publicou na última sexta-feira que a Embraer pode obter um crédito de 1 bilhão a 1,5 bilhão de dólares junto ao BNDES e bancos comerciais para capital de giro e financiar a exportação de aeronaves, segundo duas fontes do governo próximas às negociações.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up