for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Preço médio da gasolina nos postos cai 8% em abril ante março, diz ValeCard

Posto de combustíveis no Rio de Janeiro (RJ) 29/05/2018 REUTERS/Sergio Moraes

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O preço médio da gasolina nos postos do Brasil teve queda de 8% em abril ante o mês anterior, para 4,23 reais por litro, diante de uma queda da demanda e de redução dos preços nas refinarias pela Petrobras, apontou nesta quinta-feira pesquisa realizada pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas.

Na comparação com o valor médio registrado em janeiro, a queda acumulada soma 11,17%, impactada por uma diminuição dos preços do petróleo e de seus derivados diante da propagação do novo coronavírus, que reduziu a demanda global.

Rio de Janeiro (4,678 reais por litro) e Acre (4,67 reais) foram os Estados com os valores da gasolina mais altos, enquanto Paraná (3,777 reais) e Santa Catarina (3,863 reais) apresentaram os menores preços.

As unidades da federação que registraram as maiores retrações nos preços foram Paraná (-13,85%), Distrito Federal (-12,95%) e Mato Grosso (-11,51%). O Amapá foi o único Estado a registrar alta no valor em abril (+2,76%).

Obtidos por meio do registro das transações realizadas em abril com o cartão de abastecimento da ValeCard em cerca de 20 mil estabelecimentos credenciados, os dados mostraram ainda que Belém (4,722 reais) e Rio de Janeiro (4,676 reais) têm os preços mais altos entre as capitais.

Já as capitais com preços mais baixos são Curitiba (3,598 reais) e Brasília (3,868 reais).

Por Marta Nogueira; edição de Roberto Samora

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up