for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Sindicato se opõe à reabertura de frigoríficos nos EUA, diz que ao menos 30 já morreram

Unidade de processamento de carnes da Smithfield em Sioux Falls, Dakota do Sul (EUA) 17/04/2020 REUTERS/Shannon Stapleton

CHICAGO (Reuters) - O maior sindicato de funcionários da indústria de carnes dos Estados Unidos disse nesta sexta-feira que se opõe à reabertura de unidades de processamento no país, afirmando que o governo de Donald Trump não conseguiu garantir a segurança dos trabalhadores.

Ao menos 30 funcionários de frigoríficos já morreram em decorrência do novo coronavírus nos EUA, disse em comunicado o United Food and Commercial Workers International Union, que representa mais de 250 mil trabalhadores do setor de alimentos.

Reportagem de Tom Polansek e Caroline Stauffer

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up