for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Fiat Chrysler inicia retomada de produção no Brasil em ritmo reduzido

Vista da dianteira de veículo da Fiat, durante feira em Los Angeles. 20/11/2019. REUTERS/Lucy Nicholson

SÃO PAULO (Reuters) - A Fiat Chrysler anunciou nesta segunda-feira o religamento gradual de suas fábricas de veículos no Brasil após 48 dias de paralisação devido às consequências da epidemia de Covid-19 no país.

A companhia afirmou que 4.300 funcionários da fábrica em Betim (MG), a maior da empresa na América Latina, retornaram ao trabalho e que outros 1.500 voltaram a seus postos na unidade em Goiana (PE). Além deles, 600 trabalhadores já tinham voltado para a fábrica de motores de Campo Largo (PR) em 4 de maio.

A empresa tem cerca de 10 mil funcionários no Brasil divididos pelas três fábricas.

“Nesta primeira etapa de retomada das operações, a prioridade será o treinamento efetivo de todos os empregados para as alterações efetuadas em layouts e processos, considerando os novos padrões de segurança e sanitização”, afirmou a montadora em comunicado.

“O volume de produção seguirá uma rampa de crescimento no decorrer de maio, acompanhando a adaptação das plantas aos novos procedimentos e à demanda do mercado”, acrescentou a companhia.

Antes da suspensão das atividades no Brasil, em 23 de março, o ritmo de produção da Fiat Chrysler era de 1.600 veículos por dia em Betim e 1.000 em Goiana. Em abril, a indústria inteira de veículos do país produziu 1.800 veículos.

Por Alberto Alerigi Jr.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up