for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

ADM está otimista com compras agrícolas da China sob acordo comercial Fase 1 com EUA

Logo da ADM em painel na bolsa de valores de Nova York, EUA 03/05/2018 REUTERS/Brendan McDermid

CHICAGO (Reuters) - A comerciante global de grãos Archer Daniels Midland segue otimista quanto ao cumprimento pela China de compromissos de compra de produtos agrícolas norte-americanos previstos no acordo comercial de Fase 1 entre os países, apesar do ritmo lento de compras até o momento e as recentes críticas à China feitas pelo presidente Donald Trump.

Preços mais baixos das commodities devido à pandemia de coronavírus podem limitar o valor das compras de produtos dos EUA pela China neste ano, “mas esse é um acordo de dois anos”, disse o CEO da ADM, Juan Luciano, durante uma conferência online nesta quarta-feira.

A China prometeu elevar as compras de produtos agrícolas dos Estados Unidos em ao menos 12,5 bilhões de dólares em 2020 e 19,5 bilhões em 2021. Os números levam em consideração o nível de 2017, de 24 bilhões de dólares.

Por Karl Plume

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up