May 13, 2020 / 8:19 PM / 12 days ago

Wall Street fecha em queda com diagnóstico sóbrio de Powell e pedido de auxílio ao Congresso

NOVA YORK (Reuters) - Os três principais índices de Wall Street encerraram em queda pelo segundo dia consecutivo, depois que o chairman do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, alertou nesta quarta-feira sobre uma fraqueza econômica prolongada em razão da pandemia do coronavírus e solicitou ao Congresso que concordasse com um apoio fiscal adicional.

Bolsa de Nova York 26/04/2020 REUTERS/Jeenah Moon

Enquanto os índices fecharam acima das mínimas da sessão, diminuindo as perdas nos minutos finais do pregão, os investidores pareciam precificar uma desaceleração econômica mais profunda do que esperado anteriormente, já que temiam que o pedido de Powell por estímulos adicionais não fosse correspondido.

Enquanto em uma webcast Powell prometeu usar o poder do banco central dos EUA conforme necessário, ele sugeriu que talvez não seja suficiente para evitar profundos danos econômicos sem mais apoio fiscal.

“Ele está dizendo que, se você deseja evitar uma recuperação lenta e danos econômicos a longo prazo, precisa de uma forte resposta fiscal, devolvendo efetivamente essa responsabilidade aos governos, e não aos bancos centrais”, disse Shawn Cruz, gerente de estratégia de negociadores da TD Ameritrade em Jersey City, Nova Jersey.

E as divisões entre republicanos e democratas parecem ter diminuído as perspectivas de apoio fiscal adicional por parte do Congresso, de acordo com Jeff Kleintop, estrategista-chefe de investimentos globais da Charles Schwab.

Os agentes do mercado disseram estar aliviados com a indicação de Powell de que o Fed não pressionaria as taxas de juros para abaixo de zero, mas alguns pareciam surpresos com sua visão pessimista em torno da economia.

Kleintop, da Schwab, disse que o tom de Powell era mais pessimista do que no passado recente. “O mercado extraiu que talvez haja mais más notícias por aí do que as que eles têm precificado”, afirmou.

Os comentários de Powell seguiram-se a uma forte venda de ações na terça-feira após um aviso de Anthony Fauci, um dos principais especialistas em doenças infecciosas dos EUA, de que o vírus ainda não estava sob controle. Os comentários de Fauci despertaram preocupações sobre como a economia emergiria de semanas de paralisações relacionadas ao vírus.

A profundidade do declínio de quarta-feira se deve à combinação dos comentários de Fauci e do aviso de Powell, disse Cruz da TD Ameritrade: “A maior implicação é que parte da atividade econômica que perdemos pode talvez nunca ser recuperada.”

Outro fator negativo foi a decisão de um conselho independente que supervisiona bilhões de dólares em aposentadorias federais de que atrasaria, indefinidamente, os planos de investir em algumas empresas chinesas.

“Isso eleva a tensão antes de um anúncio que Trump disse que poderia vir nesta semana sobre a Fase 1 do acordo comercial (EUA-China)”, disse Kleintop, da Schwab.

O Dow Jones recuou 2,17%, para 23.247,97 pontos, o S&P 500 perdeu 1,75%, para 2.820 pontos, e o Nasdaq recuou 1,55%, para 8.863,17 pontos.

Reportagem adicional de Medha Singh e Ambar Warrick em Bengaluru

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below