May 14, 2020 / 11:50 AM / in 17 days

Presidente do BC do Japão não vê necessidade de aprofundar juros negativos agora para combater pandemia

Presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda. Mandatory credit Kyodo/via REUTERS

TÓQUIO (Reuters) - O presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda, disse nesta quinta-feira que não vê necessidade de aprofundar os juros a território ainda mais negativo no momento, já que o foco imediato do banco central é injetar liquidez em empresas sem dinheiro e manter os mercados financeiros estáveis.

O Banco do Japão usa juros negativos em apenas uma pequena parte dos depósitos que as instituições financeiras deixam no banco central, o que significa que “ainda há espaço substancial para reduzir ainda mais a taxa de juros”, disse Kuroda.

“Neste momento, não acho que seja necessário”, disse, descartando a necessidade de cortar a meta da taxa de curto prazo atual, de -0,1%.

“O mais importante agora é fornecer o financiamento necessário às empresas por meio do sistema bancário e tornar os mercados financeiros estáveis”, disse ele em um seminário organizado pelo Financial Times, acrescentando que os passos que o Banco Central tomou até agora foram “suficientes e apropriados”.

Kuroda disse que a economia do Japão ficará “substancialmente deprimida” no primeiro e segundo trimestres depois que esforços para conter a pandemia abalaram o consumo.

Mas ele disse que a economia deve se recuperar em algum momento no segundo semestre deste ano, à medida que o impacto da pandemia diminui, permitindo que o Japão evite o retorno à deflação.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below