for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

REEDIÇÃO-Ibovespa futuro começa semana em alta com viés positivo no exterior

(Reenvia texto para excluir do segundo parágrafo informação sobre balanço do IRB, que será divulgado em 18 de junho e não nesta segunda-feira)

REUTERS/Rahel Patrasso

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa futuro avançava nos primeiros negócios desta segunda-feira, sugerindo uma abertura positiva no mercado acionário brasileiro, após uma semana negativa, em recuperação respaldada pelo cenário externo, em meio a expectativas ligadas ao relaxamento de medidas de confinamento

A temporada de balanços também continua no radar, com os números de Marfrig previstos para após o fechamento, assim como a cena política, com a primeira etapa da sessão na bolsa paulista também marcada pelo vencimento dos contratos de opções sobre ações.

Por volta 09:15, o contrato do Ibovespa com vencimento em 17 de junho subia 3,02%, a 79.945 pontos.

O Ibovespa à vista acumulou queda de mais de 3% na última semana, marcada por forte volatilidade.

Nos Estados Unidos, os futuros dos índices acionários subiam com ganhos generalizados entre os setores, de automóveis a petróleo, uma vez que muitos países relaxam as restrições sobre empresas e atividades sociais, alimentando as esperanças de uma recuperação econômica global.

O viés também era positivo nos pregões na Europa, com investidores esperando por uma recuperação econômica gradual à medida que muitos países flexibilizam os bloqueios causados pelo coronavírus.

Ainda, os preços do petróleo avançavam, com o Brent, referência internacional, tocando máxima de um mês, em meio a um otimismo com a reabertura de economias e cortes de oferta por importantes países produtores.

“Os ativos de risco estão abrindo a semana em tom de otimismo, na ausência de notícias relevantes no final de semana”, disse o estrategista Dan Kawa, da TAG Investimento, destacando entrevista do chairman do Federal Reserve, em que reiterou ter munição para eventuais novas rodadas da crise.

Em entrevista ao programa da CBS “60 Minutes”, Jerome Powell também afirmou que os dados mais importantes para a economia dos Estados Unidos no momento são as “métricas médicas” sobre a pandemia de coronavírus.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up