for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Economia do Chile sobe 0,4% no 1º trimestre, diz BC

Entrada do banco central do Chile, em Santiago; uma funcionária aufere a temperatura de todos que chegam ao local 15/04/2020 REUTERS/Ivan Alvarado

SANTIAGO (Reuters) - O Produto Interno Bruto (PIB) do Chile subiu 0,4% em relação ao ano anterior no primeiro trimestre, período em que a economia estava começando a mostrar sinais de recuperação após a turbulência social de outubro, mas marcado pelo início do surto de coronavírus no país.

O PIB dessazonalizado de janeiro a março, divulgado nesta segunda-feira pelo banco central do país, avançou 3%.

A demanda doméstica caiu 2,6% nos três primeiros meses do ano, arrastada pela queda no consumo das famílias em meio a medidas de isolamento, enquanto o setor de mineração do maior produtor de cobre do mundo subiu 5,1% e foi uma das principais atividades que contribuíram para o resultado do PIB, além de serviços financeiros e construção.

O resultado trimestral “foi influenciado pelas medidas (...) para conter o contágio do Covid-19 a partir de março, o que impactou significativamente as atividades de educação, comércio, transporte e restaurantes e hotéis, entre outros”, disse o banco central do Chile.

A instituição prevê que a economia chilena recuará entre 1,5% e 2,5% este ano, atingida pela pandemia, enquanto o governo estima uma queda de 2%.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up