for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Medtronic alerta para queda na receita, com pessoas atrasando cirurgias não essenciais

Homem mostra marcapasso da Medtronic em Cambridge, Massachusetts (EUA) 10/10/2014 REUTERS/Brian Snyder

(Reuters) - A fabricante de dispositivos médicos Medtronic alertou nesta quinta-feira para um impacto significativo nas vendas do atual trimestre, pois os norte-americanos estão adiando cirurgias menos urgentes devido à pandemia do Covid-19.

Diretrizes federais e estaduais pediram que cirurgias eletivas, como substituições de quadril e joelho e certos procedimentos cardíacos, fossem adiadas, minando a demanda por dispositivos usado nas cirurgias.

A empresa espera uma lenta recuperação em sua unidade de terapias, que inclui implantes de neuroestimulação para tratar dor crônica e unidade cardíaca.

“Esperamos que o crescimento da receita do primeiro trimestre seja moderadamente pior que o quarto trimestre”, disse a diretora financeira da empresa, Karen Parkhill.

Mas o maior fabricante independente de dispositivos médicos do mundo acrescentou que vê sinais precoces de recuperação em algumas partes do mundo e espera um retorno a um crescimento mais normal da receita até o final do ano fiscal de 2021.

A Medtronic disse que as vendas de produtos mais urgentes, como marca-passos, usados para controlar anormalidades ritmos cardíacos, começaram a se recuperar.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up