for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Núcleo dos preços ao consumidor no Japão recuam pela primeira vez em 3 anos

Consumidores usam máscara em supermercado de Tóquio. REUTERS/Issei Kato/File Photo GLOBAL BUSINESS WEEK AHEAD

TÓQUIO (Reuters) - O núcleo do índice de preços ao consumidor no Japão caiu em abril pela primeira vez em três anos na comparação anual, com a fraqueza dos preços do petróleo e as medidas de contenção ao coronavírus aumentando os riscos de deflação.

Os dados de abril foram divulgados pouco antes de o banco central do país anunciar um novo esquema para aumentar os empréstimos a pequenas e médias empresas afetadas pela pandemia.[nL1N2D40KQ]

A fraqueza dos preços acontece depois que o vírus levou a economia do Japão a uma recessão no primeiro trimestre.

O núcleo do índice de preços ao consumidor, que inclui produtos de petróleo mas exclui os voláteis preços de alimentos frescos, caiu 0,2% no ano até abril, mostraram dados do governo nesta sexta-feira, primeira queda desde dezembro de 2016.

A expectativa do mercado era de queda de 0,1%, após alta de 0,4% em março.

“É provável que a demanda se recupere quando o coronavírus acabar, mas não há erro de que vai pressionar os preços para baixo nos próximos dois anos”, disse Yuichi Kodama, economista-chefe do Instituto de Pesquisa Meiji Yasuda.

O Japão sofreu quase duas décadas de deflação, ou períodos sustentados de queda de preços, até 2013, quando a economia melhorou graças em parte ao afrouxamento monetário adotado pelo banco central.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up