May 25, 2020 / 10:35 AM / 2 months ago

Queda no consumo e exportações jogam Alemanha em recessão no 1º tri

Fábrica de automóveis em Wolfsburg 27/04/2020 Swen Pfoertner/Pool via REUTERS

BERLIM (Reuters) - A queda nos investimentos de capital, no consumo privado e nas exportações levou a economia da Alemanha à recessão no primeiro trimestre, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira, dando uma ideia dos danos causados pela pandemia de coronavírus.

A Agência Federal de Estatísticas informou que os investimentos de capital caíram 6,9%, o consumo privado recuou 3,2% e as exportações tiveram perdas de 3,1% entre janeiro e março na comparação com os três últimos meses de 2019.

Isso significa que o consumo privado cortou 1,7 ponto percentual da atividade econômica e o comércio tirou 0,8 ponto, traduzindo-se em uma contração do PIB de 2,2%, a mais intensa desde 2009.

Os dados mostraram que os investimentos no setor de construção, que responde por quase 10% da produção nacional e é o maior empregador da Alemanha, aumentaram 4,1%, contribuindo com 0,4 ponto percentual para o resultado trimestral.

Os gastos estatais também foram outro ponto positivo, e junto com a construção impediram uma contração mais forte. Os gasto do governo aumentaram 0,2% no trimestre.

A queda de 2,2% na base trimestre foi a maior desde a crise financeira de uma década atrás e a segunda maior desde a reunificação alemã em 1990. No quarto trimestre de 2019 a atividade havia registrado queda de 0,1%.

Por Joseph Nasr

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below