June 5, 2020 / 11:47 AM / a month ago

Encomendas à industria na Alemanha têm queda recorde, mas pior provavelmente já passou

Funcionários em fábrica da Volkswagen em Wolfsburg, Alemanha 27/04/2020 Swen Pfoertner/Pool via REUTERS

BERLIM (Reuters) - As encomendas de produtos industriais alemães caíram 25,8% em abril, sofrendo a maior queda desde que os registros começaram em 1991, mas o pior provavelmente já passou para a maior economia da Europa, afirmou o Ministério da Economia do país nesta sexta-feira.

Dados oficiais mostraram que os pedidos domésticos caíram 22,3%, enquanto as encomendas do exterior caíram 28,1%. Analistas consultados pela Reuters esperavam uma queda de 19,7% no total de encomendas.

“Tendo em vista a flexibilização gradual (das restrições contra o coronavírus), no entanto, o ponto mais baixo da recessão industrial já deve ter passado”, disse o ministério em comunicado.

A Alemanha está enfrentando a perspectiva de sua recessão mais profunda desde a Segunda Guerra Mundial, apesar de o bloqueio que havia fechado lojas, empresas e indústrias agora estar sendo relaxado.

O banco central alemão, o Bundesbank, disse que a economia do país vai encolher significativamente este ano e pode precisar de dois anos para recuperar o terreno perdido.

A economia recuará 7,1% em 2020 com base em números ajustados pelo calendário e cairá 6,8% de acordo com dados não ajustados, disse o Bundesbank em suas projeções semestrais.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below