June 10, 2020 / 11:51 AM / a month ago

Nenhum candidato a membro da zona do euro atende a critérios de adesão, afirma BCE

Bandeiras da UE hasteadas no exterior da Comissão Europeia, em Bruxelas 19/02/2020 REUTERS/Yves Herman/

FRANKFURT (Reuters) - Nenhum dos países que desejam ingressar na zona do euro atende a todos os critérios de adesão, e alguns podem estar divergindo das regras já estabelecidas, afirmou o Banco Central Europeu em um relatório sobre possíveis membros.

Todos os membros da União Europeia, além da Dinamarca, são obrigados a aderir ao euro, mas a maioria está relutante, principalmente por causa de dúvidas sobre a viabilidade da moeda desde a crise da dívida do bloco, quase uma década atrás.

Embora a Croácia e a Bulgária estejam no processo de candidatura e tenham feito progressos, ambas enfrentam dificuldades com alguns critérios, particularmente no que se refere à governança, uma área na qual a UE está cada vez mais focada, mostrou o Relatório Bienal de Convergência do BCE.

“Exceto na Suécia, a qualidade das instituições e da governança é relativamente fraca nos países em análise — especialmente na Bulgária, Romênia, Croácia e Hungria”, afirmou o BCE.

A inflação é mais alta do que o permitido em cinco dos sete países em potencial e o BCE disse estar preocupado com a sustentabilidade da convergência da inflação na maioria deles.

O BCE tem como meta inflação abaixo de 2%, mas ficou aquém dessa meta nos últimos sete anos. A maioria dos países da Europa central está registrando taxas de inflação próximas ou acima de 3%.

Mas a maioria dos países atendeu aos critérios de dívida, déficit e taxas de juros, afirmou o BCE, acrescentando que seu relatório considera o impacto da pandemia de coronavírus em uma extensão limitada, dada a incerteza incomum que criou.

Ainda assim, observou que a maioria dos países está enfrentando aumento nos déficits orçamentários, uma consequência de gastos generalizados para enfrentar a pandemia.

O BCE acrescentou que nenhum dos países cumpre os requisitos legais para a independência do banco central e todos, exceto a Croácia, não cumpriram o requisito relativo à proibição de financiamento monetário, fundamentos essenciais dos bancos centrais modernos.

Por Balazs Koranyi

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below