June 17, 2020 / 10:32 AM / 23 days ago

Energia mais barata desacelera inflação da zona do euro como esperado em maio

Bandeiras da UE hasteadas no exterior da Comissão Europeia, em Bruxelas 19/02/2020 REUTERS/Yves Herman/

BRUXELAS (Reuters) - inflação na zona do euro desacelerou mais em maio na comparação com o ano anterior, como esperado, pressionada pela queda nos preços de energia, mostraram nesta quarta-feira dados da agência de estatísticas da União Europeia.

A Eurostat informou que os preços ao consumidor nos 19 países que usam o euro caíram 0,1% em maio sobre o mês anterior e tiveram avanço de 0,1% na comparação com o ano anterior —como esperado em pesquisa da Reuters.

Em abril, os preços tinham subido 0,3% sobre o ano anterior, após alta de 0,7% em março.

Os preços de alimentos, álcool e tabaco acrescenteram 0,64 ponto percentual ao resultado da base anual em maio, os serviços contribuíram com 0,59 ponto e os produtos industriais tiveram peso de 0,06 ponto. Mas a queda nos preços de energia subtraiu 1,20 ponto.

Excluindo os elementos mais voláteis de energia e alimentos não processados, o que o Banco Central Europeu chama de núcleo da inflação, os preços ficaram estáveis na base mensal e subiram 1,2% na comparação anual em maio, acelerando de 1,1% em abril.

O BCE quer manter a inflação abaixo mas perto de 2% no médio prazo.

Reportagem de Jan Strupczewski

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below