for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Argentina espera resistência do grupo de credores Ad Hoc a nova oferta e considera acordo parcial de dívida

Bandeira da Argentina 29/10/2019 REUTERS/Carlos Garcia Rawlins

BUENOS AIRES (Reuters) - O ministro da Economia da Argentina afirmou nesta terça-feira que espera que o importante grupo de credores Ad Hoc rechace sua mais recente proposta para reestruturar 65 bilhões de dólares em dívida externa e considera que seja possível fechar um acordo com apenas uma parte dos detentores de bônus.

“Não estamos pedindo aos credores que percam, pedimos que ganhem menos”, disse o ministro Martín Guzmán em entrevista à rádio local Radio Con Vos.

Guzmán disse esperar que, após a negação inicial, a Ad Hoc leve um tempo para tomar uma decisão. “Nossa intenção é ter um acordo com eles”, disse.

Reportagem de Nicolás Misculin

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up