for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Café robusta volta ao nível de R$400/saca e ES já registra floradas, diz Cepea

Colheita de café robusta em São Gabriel da Palha (ES) 02/05/2018 REUTERS/José Roberto Gomes

SÃO PAULO (Reuters) - Os preços do café robusta têm avançado neste mês no Brasil, impulsionados pelas altas externas e do dólar, voltando ao patamar de 400 reais por saca, ao mesmo tempo que o principal Estado produtor da variedade, o Espírito Santo, já registra floradas para a próxima safra.

Segundo análise do centro de estudos Cepea nesta terça-feira, os valores no cenário externo são influenciados pela maior demanda pela variedade.

“Neste caso, ressalta-se que a pandemia de covid-19 elevou o consumo de café dentro do lar, aquecendo as vendas de solúveis e comuns”, comentou o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP.

Essa situação atrelada à entressafra no Vietnã (maior produtor de robusta) e ao dólar valorizado --que aumenta a competitividade do robusta brasileiro-- favoreceram as vendas do grão nacional.

Assim, o Indicador CEPEA/ESALQ do robusta do tipo 6 peneira 13 acima voltou a fechar acima dos 400 reais/sc de 60 kg nesses últimos dias, retornando a patamares reais de janeiro de 2018 (valores deflacionados pelo IGP-DI de jul/20).

FLORADAS

No campo, as chuvas foram apenas pontuais no Espírito Santo nas últimas semanas, mas agentes apontam ao Cepea que o pegamento das flores já abertas tem ocorrido sem grandes problemas, devido às reservas hídricas ainda confortáveis no Estado.

Para as próximas semanas, previsão da Climatempo citada pelo Cepea prevê chuvas no Estado capixaba, o que, caso confirmado, seria ideal para a manutenção das reservas hídricas e o pegamento das flores e para a indução da abertura de uma nova florada.

Por Roberto Samora

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up